Destaque

BMA

Notícias

News

“De mão em mão!” - Edição 2020-2021

Consulte as NORMAS aqui.

Consulte a FICHA DE INSCRIÇÃO aqui.

News

"BMArte – Ilustra a tua melhor memória da Biblioteca Municipal"

"BMArte – Ilustra a tua melhor memória da Biblioteca Municipal".

Participaram, nesta iniciativa, crianças dos 3 aos 10 anos com a sua memória da Biblioteca Municipal de Anadia que, a 3 julho, completou 12 anos de história.

Exposição “BMArte”, patente no átrio da Biblioteca de 3 de julho a 7 de agosto.

News

Concurso de Poesia "Letras da Primavera" - XII edição - 1.º lugar - Pedro Pina Ribeiro

Laura vive!

Sob o lençol enrugado, e por sulcos de culpa húmida e lacrimejada,

jazem as memórias futuras, degustadas em desgostos

previstos e anunciadas, acres e impronunciáveis

pelo soluçar apertado dos secos lábios mal frequentados:

Laura é,

um frasco de compota repetidamente abusado na abertura,

friamente rodado em espirais estúpidas de ignorância,

cruelmente ressequido, descobrindo recantos de refúgio

numa vida opaca e redonda, ternamente adiada…

Laura é,

um tapete calcado por solas

ignorantes, franzinas e castradoras,

depósito de poeiras, lamas e estrumes,

importados sem importância

e trazidos inertes ao lar sonhado em verde e doce,

por noites, todas tão mal frequentadas!

Laura era… Laura foi!

Estilhaça agora em ruído (roída de raiva sorridente),

o pegajoso frasco da memória incontida.

Sacode do futuro entapetado, as rugas que cinicamente

lhe entreabriam a porta do conformismo.

Revela-se fruta descascada em círculos,

cuidada e cuidadosa.

É agora um chão perfumado

em brilhos futuros de baunilha!

 

Laura vive!

News

Concurso de Poesia "Letras da Primavera" - XII edição - 2.º lugar - Maria do Rosário Pinto

                                                                      O teu e o meu corpo

 

O teu corpo é um rio,

vadio, bravio,

que atravessa com fúria

montes e vales.

O meu corpo é um navio

perdido no fio

desse longo caudal.

Mansamente navego

rumo ao desconhecido,

nas tuas águas entrego

o meu casco batido.

O teu corpo é um campo

qual manto repleto de flores,

eu sou todas elas

cheirosas e belas

de todas as cores.

O teu corpo é o vento,

ora forte, ora lento,

agitando os meus ramos.

Eu sou o velho chorão

que cresce tocando o chão

balouçando em teu regaço

deixando as folhas cair

para nelas poder sentir

a frescura dum abraço.

O teu corpo é um mundo

de saber profundo

que dá bom abrigo.

O meu corpo é lençol

banhado pelo sol

que nasce contigo.

O teu corpo é meu peito

que se enrola a jeito

nesse porto de abrigo.

O meu corpo é teu rosto

que se banha no mosto

dum lagar de amigo.

Nossos corpos já estão

unidos em vibração,

equilíbrio e sintonia,

são capazes de voar

e depressa se acoitar

em terras bravas de orgia.

 

 

 

News

Concurso de Poesia "Letras da Primavera" - XII edição - 3.º lugar - Miguel Abrantes

Anadia

 

Um dia me sentei em teu jardim

E tua mão se pôs sobre a minha;

Com teu corpo e espírito em mim

Em meu peito escreveste cada linha.

 

Tuas termas encerradas em meu olhar,

Tuas musas silvanas em minha boca,

Teus verdejantes recantos d´encantar,

Teus poemas em minha mente mouca.

 

Escrevo-te como te vi e como és,

Das linhas daquele triste trem

Até ao falso castelo que vi a revés,

Enquanto teu seio é o de minha mãe.

 

Teço-te nestes versos porque te amei

Como quem ama a brisa do Verão;

Teço-te tão perfeita nessa tua pura lei

Porque amei cada pedra de teu chão.

 

Finda-se a semana e termina-se o sono;

Penso-te mera fantasia de meu peito,

E cada passo que dei em ti é o abono

Com que sonho agora em meu leito.

 

Quem te vive hoje que não te esqueça,

Ó Anadia que aqueceste minhas mãos,

Para que neste poema te agradeça

O quanto sempre irei amar teus chãos!

News

Normas de acesso à BMA - lotação e acessos

News

Normas de acesso à BMA

News

Normas de acesso à BMA - acesso condicionado às estantes e livros

News

Agenda da Rede de Bibliotecas Municipais - Região de Aveiro - julho/setembro 2020

Cique aqui para aceder à agenda.